Logística e Contabilidade

Logística e contabilidade

Para escrever sobre o tema, buscou-se identificar as relações existentes entre si, assim como a contribuição que elas podem proporcionar uma a outra e ambas para os negócios. De forma resumida, a contabilidade é responsável pela geração de informações para a gestão de qualquer empreendimento, apesar do grande envolvimento que lhe é atribuído no atendimento das questões fiscais e legais. A logística, por sua vez, tem a função de dispor mercadorias e serviços de forma rápida e com informações precisas, de acordo com as necessidades dos clientes, no lugar e na hora certa, agregando valor a atividade.

A informação, portanto, pode ser considerada um recurso comum das duas ciências, evidenciado quando o autor Sérgio R. Dias escreveu o livro, Estratégias e canais de distribuição, em 1993, falando de logística integrada, no qual apresenta um fluxo de materiais que segue do fornecedor para suprimentos, para a produção, para a distribuição, chegando ao cliente e um fluxo de informações, que retorna do cliente para distribuição, distribuição para suprimentos e fornecedor, de suprimentos para produção como exemplos. As operações de uma empresa de logística englobam atividades que geram custos, e realizar as coisas melhor e ao menor custo é um dos fatores estratégicos que determinam o sucesso desta atividade. Os custos envolvidos na logística reflete na importância que pode ser atribuída ao setor contábil da empresa.

A logística remete às atividades de armazenagem, carga e descarga e em especial ao transporte, e este, com suas frotas de veículos. A contabilidade pode auxiliar no controle minucioso e detalhado das operações para o perfeito funcionamento e continuidade do negócio. A contabilidade como responsável pelo atendimento da legislação tributária e societária, nos seus demonstrativos tradicionais contempla as informações da logística classificados como custo dos materiais e/ou como despesas de distribuição, não evidenciado a logística em si. Este detalhamento é função da contabilidade gerencial que pode ser adequada à logística.

Na outra via, a utilização dos conceitos da logística proporcionam para a contabilidade uma série de reflexões sobre suas práticas. De um lado a diminuição do fluxo de papéis, com uso de contratos e documentos assinados de forma digital, a redução das idas e vindas de documentos entre cliente e escritório, a folha de pagamentos assinada pelo funcionário diretamente na tela do computador e outros recursos mais. Masayuki Nakagawa e Sandra L. W Biasuz comentam sobre cinco certos da logística, produto, lugar, momento, condições e custo.

Para a contabilidade, diante das práticas contábeis tradicionais perguntam: o produto da contabilidade está certo, chegando às pessoas certas, no momento certo, nas condições certas e ao custo certo?

Ari Künzel – Professor, Contador, Coordenador do curso de Ciências Contábeis da Univates. Mestre em administração pela UFRGS, especialista em Contabilidade Gerencial pela UNISC e Gestão Universitária pela UNISUL.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8043180535764408

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × cinco =