Maio Amarelo e KM Vale Vida

Maio amarelo e KM vale vida

 

Maio amarelo é um movimento internacional, cujo objetivo principal é “chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo” (Maio Amarelo, 2018), engajando o poder público e a sociedade civil em prol da vida.

O movimento iniciou em 11 de maio de 2011, quando a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Mais do que uma boa ideia, está medida era necessária e urgente, pois segundo as estatística da OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2009 ocorreram cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. E aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram, mas com sequelas. Além disso, a projeção era que, se nada fosse feito, cerca de 1,9 milhão de pessoas iriam morrer no trânsito em 2020 e 2,4 milhões, em 2030. E ainda: entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos.

No Brasil, mais de 37,3 mil pessoas morrem todos os anos, vítimas do trânsito. O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, fez uma comparação inusitada e alarmante. Segundo ele, o número de morte diária no trânsito brasileiro equivale a queda de um avião com 93 passageiros a bordo. O que faríamos se todos os dias caísse um avião desses, com 93 vítimas fatais? Mais do que refletir sobre o tema, precisamos de ações concretas.

O cuidado com a segurança é a principal preocupação da Scala Logística que investe no desenvolvimento humano para alcançar seus objetivos e, em outubro de 2017, a Scala lançou oficialmente o seu programa KM Vale Vida, que vinculado ao seu modelo de negócio e consciente de sua responsabilidade social, o mesmo tem como objetivo geral criar a Cultura da Segurança no Trabalho, por meio de seus objetivos específicos: (1) desenvolver estratégias de enfrentamento individuais e organizacionais para lidar com as adversidades do trânsito, visando diminuir os acidentes nas estradas; (2) desenvolver hábitos de auto monitoramento com a segurança e (3) intensificar o engajamento dos profissionais ao programa por meio de ações internas.

Palestras, treinamentos, monitoramentos, campanhas internas, todas essas ações da Scala visam um único objetivo: preservar a vida com qualidade. E todos estão convidados a se engajar nesse movimento, não apenas no mês de maio, mas todos os meses do ano com ações diárias como: verificar os itens de segurança do veículo, a obediência à sinalização da estrada, a prática da direção defensiva e a atenção aos sinais de perigo na estrada.

 

E para saber mais sobre o movimento, acesse: www.maioamarelo.com/o-movimento/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + sete =